segunda-feira, 6 de dezembro de 2010

Tributo ao bom e antigo Nightwish!!




Banda formada em 1996, na cidade de kitee,Finlândia,(ohh) qualquer um que conheça sabe disso ou ainda quem quer conhecer é só procurar na wikipedia né...que coisa mais tosca.O real motivo de falar sobre essa maravilhosa banda é sua competência artística e não falar de sua história...
Bem, o Nightwish possui uma composição perfeita, tanto no lado musical quanto no lado dos integrantes, que simplesmente no palco realizavam uma magia incomparável(estou falando apenas da composição clássica,ou seja,quando Tarja Turunen era da banda,nada contra a Anette Olzon).As músicas são verdadeiras obras de arte misturadas num ritmo encantador e surpreendente,o som do teclado encaixa-se perfeitamente aos demais instrumentos e ao canto lírico, formando uma verdadeira sinfonia envolvente e que desperta os mais profundos sentimentos(quem sente a música realmente poderá compreender melhor). A voz da Tarja é linda,além disso quando canta demonstra muita emoção em cada música.
As letras são espetaculares, com palavras que completam as outras causando um efeito suave e ao mesmo tempo pesado aos nossos ouvidos.O Nightwish é simplesmente uma das raízes do Symphonic Metal, (diria eu que são os mestres do Symphonic Metal)...É isso aí,algumas músicas bem marcantes da banda são: Planet hell, Sleeping sun, Ever dream, Bless the child, Deep silent complete,Nemo...entre várias (todas são impressionantes)... Nightwish será sempre eterno na história do metal sinfônico..

Vídeo: Planet Hell

video


-Fabíola Rodrigues

terça-feira, 26 de outubro de 2010

Ansiedade

Ansiedade?Como descrever tal angústia que aperta-nos por dentro sem nenhuma explicação ou motivo qualquer?De onde vem?Porque surge do nada?Porque aperta-nos a ponto de matar-nos?
És tão fria,tão dolorida...Não a desejo,não a chamo e mesmo assim tu vem e insiste em perfurar meus sentimentos e atinge minhas fraquezas...
Saia de perto de mim,não me transtorne ainda mais,saia da minha vida, vá para longe...distante...suma...desejo-lhe que morra.Será que não percebes que só causas sofrimento e desespero?Vá...vá...procure o seu lugar,procure a solidão...procure o seu planeta infernal...Vá sua desgraça!!

-Fabíola

quarta-feira, 23 de junho de 2010

Endecha


O amor é um caminho
Nefasto
Maléfico
Torpe
Desnorteado
Ardil


É uma flor
Linda, com olor
Porém
Muito traiçoeira
E que quer
Prender-te
Para sempre


O amor
Vai encontrar-te
Depois, deixar-te
Radiante
E nesse auge
Irá escravizá-lo
E matá-lo aos prantos


Ele
Vai encontrar-te
E escravizá-lo
Até conseguir
Roubar-te a
Alma.


-Fabíola Rodrigues

Claustrofobia

O laço foi desfeito
Os vidros estraçalhados
A história revirada

Nesse lugar
Com meu medo claustrófobo
O fantasma da fobia
Persegue-me

As velas foram apagadas
Nesse frenesi, morrerei
Não vejo nem sinto nada
Não consigo olvidar
Meus sofrimentos

Ai!Que agonia!
Onde estás a luz?
Apenas vejo uma lacuna
Por onde se passa
Um fraco brilho
O brilho dela
Da estrela D'alva.

Ass.:Fabíola Rodrigues

segunda-feira, 17 de maio de 2010

Amigo ou inimigo?

Tu és o meu consolo
Porém, também és
O meu desespero


Você me traz respostas
E me induz a fazer perguntas
Me faz refletir
E faz de minha vida uma reflexão


Minha vida sem você
Seria mais calma
Mas não posso simplesmente
Fingir que tu não existe
Pois, eu sei que é impossível
Te apagar


A única palavra
Que você me diz é
ESPERE
Mas esta palavra
Me cansa, quando não tenho
As respostas que preciso


Você cobra as minhas decisões
E as únicas palavras que te digo são
ESPERE,
Um dia você terá as minhas decisões
Meu caro amigo ou inimigo Tempo.

-Fabíola Rodrigues

quarta-feira, 14 de abril de 2010

Fim do túnel

Ilusões e tristezas
A composição de uma vida solitária
Que me cerca e me prende

Busco um abrigo
No fundo de uma alma
Que sofre
Que se desespera na tentativa de ver
Uma luz no fim do túnel

Destruída pelos sentimentos
Corro atrás de uma esperança
Que me faça ver
Tudo o que sempre sonhei

As lágrimas que me caem pelo rosto
O buraco que se abre em meu coração
O abismo que se forma em minha alma
Me faz apenas me sentir como um vazio eterno

Eu te espero
Anjo eterno
Te espero na esperança de me estender os braços
E me mostrar a verdadeira vida
A verdadeira felicidade

Eu te espero
Eternamente
E grito
Salve a minha vida.

terça-feira, 13 de abril de 2010

Obsessão Sangrenta

Olho através da janela
As luzes de um mundo
Obcecado por guerras e por sangue
A destruição corrompe o coração de um homem


Coloca-se a vida à beira de um penhasco
Mergulha-se no fundo de um mar de ilusões
O sangue é jorrado em terras sagradas de um templo
Num tempo sem dimensões


Armas e máquinas
Homens contra homens
Sem escrúpulos
Caminham para o fim


Piedade e justiça,nunca mais
E assim seguem para a morte
Num sofrimento grandioso


Observo tudo o que fazem
E lamento por essas atitudes
As lágrimas que caem em meu rosto
Refletem a dor
Ao ver o fim se aproximar
E meus olhos expressam
Ruínas caindo
Em um mundo de dor.

-Fabíola Rodrigues



segunda-feira, 5 de abril de 2010

Prova de Amor





Na escuridão de uma noite melancólica



Minha alma e meu corpo



São levados pelas ondas



De um mar



Onde as ondas traiçoeiras



Desejam levar minha vida



Para o fundo


Desacordada,



Apenas sinto-me como uma folha



Sendo carregada por um forte vento



Num entardecer misterioso e vazio



Sinto-te,

Quando toca-me a face,

Sinto tuas lágrimas

Cairem em meu coração



Tua mão tão fria e trêmula

Estende-se para o céu e

Você suplica para a lua cheia

Que me faça voltar



Acordo-me,

E me sinto como se tivesse

Dormido por séculos

Olho para cima e vejo a lua em sua forma mais graciosa

E em minhas mãos

Jaz uma pena branca

A pena de sua asa

A prova

De seu mais puro amor.





-Fabíola Rodrigues Chaves














Perguntas e Respostas


Do que adianta viver

Se não olharmos o

Interior das coisas mais simples?

Para que reclamarmos

Tanto de tudo

Se somos meros passageiros na Terra?

Porque não abrimos

Nossos corações

Para ajudar ao próximo?

Porque para muitos é

Tão difícil fazer justiça?

O mundo é cercado de

Perguntas sem respostas...

Mas porque isso?

O ser humano é tão arrogante

Que ainda não parou para pensar

Que todas as respostas para todas as perguntas

Somos nós mesmos

Não mudamos e lutamos

Pela honestidade e pela verdade

Pois os medos são os seus maiores obstáculos,

Porém pare e pense...

O que seria da vida,

Se não tentássemos tudo o que pensamos

Por medo de não conseguirmos?

-Fabíola Rodrigues